Design:

FSR Marketing

 

Atualizado em:

24-Abr-12

 

COMO FAZER OS ÓCULOS DE SEGURANÇA CORRETAMENTE

 

          1 - PRIMEIRO PASSO:  O EXAME DE VISTA

 

Se o trabalhador não fez exame de vista recentemente, ele deve ser encaminhado ao médico oftalmologista, dentro ou fora da empresa. Este exame, além da verificação do grau fornece informações sobre a saúde dos olhos do trabalhador.

Caso o exame seja fora da empresa, o médico deve estar ciente de que este exame também será usado para o aviamento dos Óculos de Segurança e para isso, deve se informar sobre o tipo de serviço que o trabalhador executa.  O funcionário que apresenta dificuldade de realização de tarefas ou que se esforça muito para enxergar ou que passou a apresentar falhas constantes em seu rendimento deve ser imediatamente encaminhado a exame de vista. Com o exame de vista em mãos, a receita deve ser aviada por uma ótica do trabalho como a Lentex.

O exame de vista pode ser feito em sua empresa por médicos oftalmologistas, consulte-nos.

 

 

2 - SEGUNDO PASSO: A ESCOLHA DO ÓCULOS E DO MATERIAL DA LENTE DE SEGURANÇA ADEQUADOS

 

A ótica especializada irá analisar a receita e o histórico óptico do trabalhador, verificará junto ao técnico do Trabalho e fará a análise do posto de trabalho. Nesta análise, serão verificadas as distâncias à atividade, condições gerais do ambiente, iluminamento, para observação da existência de reflexos inadequados e o tipo de risco que este trabalho oferece. De acordo com essas informações será definido o tipo de material a ser usado na lente (policarbonato, CRISTAL ENDURECIDO ou RESINA) para que o óculos mantenha as características de óculos de segurança com CA. De acordo com essas observações, e de acordo com o tipo de rosto do trabalhador, será definida o tipo de armação do óculos de segurança. Lembre que os óculos de segurança não dispensa a utilização de outras proteções (como o protetor facial).

 

 

        3 -  TERCEIRO PASSO: AS MEDIÇÕES

 

Selecionado o EPI e o tipo de lente, é hora de fazer as medições. A ótica especializada deve possuir aparelhagem adequada para as medições precisas, como o Pupilômetro Digital. As medições devem ser feitas por pessoa habilitada, pois delas depende o correto posicionamento do grau na armação e a perfeita adaptação dos óculos no trabalhador.

Quando as medidas são tiradas por leigos tornam os óculos inadequados e errados, criando diversos incômodos no trabalhador e grandes riscos de acidentes.

 

 

A ADAPTAÇÃO AO ÓCULOS DE SEGURANÇA

 

Após a entrega dos óculos ao trabalhador é verificada a adaptação ao grau, e são feitos os ajustes necessários na armação. O trabalhador deve ser orientado e instruído no uso do grau, principalmente nos casos de lentes bifocais e multifocais e, também, na manutenção do seu EPI, conforme determina a NR-6.

 

Alguns tipos de lentes, como as progressivas, quando usadas pela primeira vez requerem um tempo maior de adaptação. Estas lentes devem ser feitas com o maior rigor e precisão, por isso, as medidas devem feitas por pessoa especializada. Tabelas e desenhos enviados por correio com medidas tiradas por leigos, costumam trazer diversos problemas de confecção e adaptação.

 

COMO IDENTIFICAR PROBLEMAS - Clique aqui.

Se algo está errado com os óculos que o trabalhador já estava usando, saiba como identificar se o problema é da confecção do equipamento.

 

         ©copyright LENTEX - Todos os direitos reservados- proibida a utilização sem autorização